Arcanjo Miguel – Nossos Velhos

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Hoje vou falar de um novo assunto. Continuem fazendo as suas orações ao dormir. Não vai demorar para acabar, mas ainda não é hoje o quarto dia. Então vamos lá.

O assunto de hoje, é algo que talvez vocês achem que não é muito importante, mas que se faz importante no momento atual. Os seus corpos físicos têm prazo de validade, porque vocês ainda não sabem como mantê-los por longos e longos anos. Então, vamos trabalhar com os corpos que vocês têm.

Vocês nascem, vocês crescem, se tornam adultos, e começam uma linha de descida até se tornarem velhos e morrerem. Claro, essa é a linha natural da vida. Se vocês estiverem saudáveis, equilibrados, uma grande quantidade de vocês chega à velhice; à idades longínquas.

O assunto de hoje é exatamente sobre isso: a velhice.

Vocês por um bom tempo, não se davam conta do que era a velhice porque morriam cedo. Muitas doenças, maus hábitos, e a falta de preparo, a vida desregrada, tudo levava vocês a morrerem cedo. A sua medicina não era tão avançada. As doenças eram muitas. Então quem chegava à dita velhice, era um número bem pequeno; e como eram poucos, normalmente eram as pessoas mais sábias, aquelas que todo mundo gostava de conversar, pedir um conselho, pedir um colo amigo. Eram pessoas respeitadas.

Muitos de seus pais hoje, lembram dos avós com carinho, com respeito, e se vocês perguntarem, vão lhes contar exatamente isso que eu estou falando. Havia muito amor. As famílias cuidavam de seus velhos, porque era bom tê-los por perto. Era bom ouvir um conselho sábio.

Mas o mundo foi passando. Tudo foi evoluindo. A medicina evoluindo, e mais pessoas foram ficando velhas. É aquilo! Tudo que é pouco é bom. Tudo que é muito, começa a incomodar. Por quê? Porque antes, várias pessoas de várias famílias, iam até esses velhos para conversar e para pedir conselhos, mas não os tinham por perto; então para eles era cômodo.

Com o tempo, essas pessoas passaram a ter os seus próprios velhos e começaram a perceber, que já não era tão interessante ter aquela pessoa sábia, vivida, responsável, por perto. Porque dava trabalho. Eram pessoas que exigiam mais cuidado; cuidado estes que elas não sabiam que precisavam ter.

Então seus velhos foram sendo eliminados de suas casas; foram sendo colocados em locais, que eu posso chamar de depósitos de velhos. E ali eles envelheciam tristes, sozinhos, doentes, muitas vezes sem nenhum amor da família. Uma parte da sua geração teve esse comportamento.

Só meus irmãos, que tudo que vai, volta, e muitos daqueles que fizeram isso, hoje passam pelo mesmo problema. Se veem no mesmo local, onde seus pais estiveram. Tristes não? Pois é, mas a vida é assim; tudo que vai, volta.

E aí vieram as novas gerações, mais sábias, mais evoluídas, e que voltaram a ter olhos para os velhos. Algumas, até com olhos de interesse, não pelo fato do amor, mas pelo interesse; porque muitos avós tinham condições financeiras que eles não tinham. Então passaram a amar esses avós, mesmo com interesse; mas amaram. Seus filhos conviveram com os bisavós, com muito amor e muito carinho.

E assim gerações vêm aparecendo. As leis vão mudando. Um novo olhar para o velho. Hoje ainda existe, sim meus irmãos, aqueles que não, não aceitam a velhice. Tratam mal seus velhos, como se eles fossem descartáveis. “Não podem ajudar, então não atrapalhe”. E aí descarta. Mas muitos hoje, fazem questão de tê-los por perto; justamente para que aqueles conselhos, aqueles; aquelas ideias simples, sem nada de tecnologia; aquelas ideias infantis, simples para resolver as coisas, que vocês tanto complicam.

O porquê desse assunto hoje? Vocês estão fazendo os preparativos e colocando os seus velhos. Pois saibam que nem todos estão. Alguns fazem questão de esquecer que têm velhos na família. “Ah, deixa eles lá. Eles não vão fazer nada mesmo”.

É meus irmãos, vocês não sabem o que tem por trás do véu. É com esse sentimento que vocês querem ir para a Quinta Dimensão? Têm certeza? Pois de antemão eu já vos digo, que o que você está fazendo, não vai adiantar de nada; por que você não está pronto para ir para lá.

Meus irmãos, nós não fazemos nada por acaso. Nós não fazemos as coisas sem segundas intenções, e essa foi uma delas. Até onde vocês querem ver os seus velhos com vocês na Quinta Dimensão? “Nossa, será uma, uma bênção, poder deixá-los aqui e ir para lá sem ninguém”. Continuem pensando assim. A sua passagem acabou de ser rasgada.

“Ai meu Deus, então o que que eu faço? Ainda dá tempo, de eu colocá-los?”. Colocá-los por colocar, apenas para ganhar a passagem, não vai adiantar. Não vai adiantar. Vocês têm que mudar o sentimento aí dentro, dos seus corações. Aí pode ser. Se o arrependimento for realmente do fundo do coração, se o arrependimento, for sofrido, for doído, pode ser que você tenha a passagem de volta. Tente. Você só vai saber se tentar. Agora não faça por fazer. Fazer por fazer, é melhor não fazer, porque você não irá.

Eu já lhes disse, e vos digo meus irmãos, a Quinta Dimensão é um lugar de Amor Incondicional. Aquele que não consegue ter o amor incondicional, não vai; pois como o próprio nome já diz, não existe condições para amar. Eu amo a todos. Então como que vocês querem ir tomando uma atitude dessas?

É meus irmãos. Vocês pensam que nada disso está sendo visto né? Que botando o copo lá, botando os nomes, está tudo certo. O seu lado está todo certo. “Ôpa, ganhei a passagem!”. Tolos. Tolos vocês que pensam assim, pois cada coisa que nós colocamos no caminho de vocês é uma prova. Vocês passam ou não. Simples assim.

Então meus irmãos, repensem suas atitudes. Vem mais coisa por aí, e quem já estiver com esse pensamento: “Ah, esse eu não boto. Ah, esse eu não vou botar”, é melhor não fazer; é melhor não fazer, porque você não está no grupo. Não está, e não estará, se continuar dessa maneira.

Essa frase já está ficando, cansativa, mas eu vou repeti-la. O tempo está acabando. Nós não vamos atrasar nada, para esperar vocês. Quem está fazendo com amor, já está fazendo, e já tem a passagem na mão; enquanto continuar fazendo tudo certo. Se amanhã der uma escorregada, vai perder a passagem. Nada é definitivo. Não é apenas: “Ah, eu já ganhei a passagem, não preciso fazer mais nada”.

Não, isso que eu estou fazendo com vocês, é apenas uma forma de ir testando vocês, dia a dia, para que vocês ao chegarem lá na frente sejam os primeiros da fila. Porque nem todo mundo está fazendo isso. Não são tantas pessoas assim que estão ouvindo essas mensagens, mas pelo menos as que estão, se fizerem tudo direito, se passarem nos testes, vão ganhar os primeiros lugares na fila. Olha que máximo!

Vocês ganharão poltronas confortáveis no trem. E o mais importante, chamem outras pessoas. Vocês que estão realmente fazendo o que está sendo colocado nesse canal, chamem outras pessoas. Vamos ampliar esse universo, porque quanto mais gente se preparar adequadamente, mais rápido o processo acontece; mais brando ele acontece. Vocês que vão estar preparados, vão passar pelo processo, como vocês costumam dizer, com os pés nas costas, tranquilos e fácil.

Agora quem não está seguindo, vai ter todo um caminho a seguir. Muito parecido com o que vocês estão fazendo. Só que vocês estão fazendo vagarosamente, tranquilamente; coisa que eles vão ter que fazer de uma hora para outra, e será muito mais difícil. Então chamem mais gente. Percebam, aqueles que seja fácil de você chegar e falar: “Olha, estão sendo feitos preparativos para transição. Quer participar? É simples”. Explique o que é. É muito simples.

Eu não estou pedindo nada do outro mundo. Apenas são pequenos testes, e que cada um que vocês passam, vocês ganham um lugar mais confortável mais à frente no trem. É isso meus irmãos que eu tenho para lhes dizer hoje. Os seus velhos não são descartáveis. Se você é vivo hoje, é graças à eles. Se existe alguma mágoa, alguma dor, algum ressentimento, também esse é o momento de botar para fora, de perdão de pedir perdão, de perdoar. Esse é o momento. As atitudes estão aí meus irmãos. Cabem à vocês tomá-las ou não.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! e continuo sempre aqui, esperando o pedido de ajuda de cada um de vocês.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras