Arcanjo Miguel – O Acreditar e a Fé

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Hoje vou continuar o assunto que mencionei ontem, sobre o Acreditar. Como vocês aprenderam a acreditar? Como aprenderam a ter fé? Isto é inerente de cada um? Isto veio plantado em seu coração? Isto veio no seu DNA? De onde veio? De onde veio essa informação?

Normalmente o acreditar, a fé, está atrelada à alguma religião. Normalmente os seus pais escolhem as religiões que vocês vão seguir. Muitas vezes vocês até mudam, quando tornam-se adultos e têm entendimento, vocês mudam; e isto é palco de muitos atritos.

Infelizmente, as religiões, que se dizem representantes dos divinos, deveriam unir e não separar. Mas se vocês observarem, não é isso que acontece. Cada religião tem as suas crenças, seus dogmas, suas ideias, suas convicções; e partem do pressuposto, que todo ou qualquer outro que não sigam aquilo que eles pensam, é como se fosse um inimigo; deve ser combatido, nunca trazido para junto.

O amor deve imperar sempre, em qualquer atitude, em qualquer ação, em qualquer definição. Então por que as religiões pregam o não amor, pregam a separação, pregam o ódio, pregam o radicalismo. Por quê? Porque essas religiões são definidas e escritas pela cabeça de um, um que vai se multiplicando ao longo do tempo, e as ideias vão se tornando cada vez piores.

Raramente você vê uma religião se abrindo, se modernizando, se adequando ao mundo novo, pelo contrário, parece que elas se apegam cada vez mais ao errado. E com isso vocês as seguem, porque vocês foram ensinados desde pequeno a ter fé; primeiro, naqueles que pregam a religião, e depois no ser maior que as representa.

Os divinos são vários. Cada religião tem o seu, e recrimina o da outra. Não aceita, acha que o seu Deus é maior e mais forte que o da outra. Uns desfazem dos divinos, dos santos, de toda e qualquer entidade ou ser de luz que exista ou já existiu. É meus irmãos, quanta complicação por uma coisa tão simples.

O único sentimento que deveria ser pregado nessas religiões, deveria ser o amor. O amor entre os irmãos. As coisas acontecem da seguinte forma: se você não pensa como eu, você é meu inimigo. Eu não te respeito. Eu não aceito. É infelizmente. Nenhum dos divinos ensinou isso. O Amor Divino, seja ele qual for, prega uma única coisa: o amor, a união, o amor ao próximo, a bondade, somente sentimentos bons, mas que foram distorcidos ao longo de eras, por aqueles que se dizem representantes do Alto.

É meus irmãos, o acreditar. O acreditar é complicado. Não há uma explicação. Por que você acredita? “Ah, eu acredito porque eu tenho fé”. E por que você tem fé? “Ah, porque eu fui ensinando a ter fé. Eu acredito que tem uma força maior”. Ótimo, mas por que você acredita? Você acredita porque você é um bonequinho de fantoche que segue exatamente o que te falam, ou porque você pensa e sente que existe algo dentro do teu peito, mais forte do que o teu corpo físico?

Se você me responder que você sente essa centelha divina, eu baterei palmas para você, porque você realmente encontrou o sentido da fé; o sentido do acreditar. Não aquele acreditar porque você foi mandado. É aquele acreditar porque você sente; porque você sente que tem uma força aí dentro, que quando você precisa você clama por ela, e ela vem em seu socorro.

Isso sim é a fé é, é o acreditar. É saber que você pode contar, que você pode esperar, que você pode chorar junto, que você pode pedir um colo, que você será atendido. Isto é a fé. Isso é acreditar. Acreditar de coração. Não aquele acreditar porque você é mandado; porque você tem que seguir o caminho, porque você tem que fazer desse jeito, porque se você não fizer desse jeito, você será excomungado daqui.

Vamos lá! Existe um Deus maior, que não julga, não critica, não condena, como que um mero ser humano vai excomungar você de algum lugar? Que poder ele tem? Ele é tão humano quanto você. Com erros e acertos. Não é porque ele se diz representante de uma religião, que ele é perfeito, que ele é a personificação do Deus maior. Não ele não é. Ele se faz como se fosse. Ele diz para vocês que é, e vocês acreditam. Baseados em quê? Baseados em quê vocês acreditam que ele é um representante do céu? Baseados em quê? Na palavra dele. Na palavra da sua religião.

É meus irmãos, o acreditar de vocês está todo errado. Vocês não têm que acreditar num ser humano que fala, fala, fala, e sim, no que vocês têm dentro do seu peito. Esse é o acreditar. Isso é a fé. Vocês têm que acreditar, porque o seu coração pulsa quando você fala; quando você pensa: “Eu tenho uma força maior que me guia”. O seu coração pula de alegria. Isso é acreditar. Isso é ter fé. Isso é ressoar com o divino que está aí dentro; não importa ele qual seja. Não importa ele qual seja.

Meus irmãos, aprendam a acreditar com o coração, e não sejam bonequinhos de fantoche comandados. Sejam o que vocês querem ser. Sejam aquilo que vocês acham que é o certo. Sigam os seus corações. “Ah, mas se eu tomar essa atitude eu vou brigar com toda a minha família”. Volto a repetir, você é uma alma independente. Você não é uma alma dependente da sua família. Você tem os seus próprios critérios e as suas próprias decisões. Se você é um adulto, por que não tomar as rédeas da sua vida? É a sua família que lhe conduz, ou é você que conduz a sua vida?

Meus irmãos, está tudo errado. Tudo errado. Não manipulem quem vocês têm a sua volta, com as suas vontades. Está errado. Cada um tem o seu direito. Cada um é uma alma independente; com suas próprias crenças, erros e acertos. Por que que vocês têm esse péssimo hábito de querer manipular quem está a sua volta? Querer que eles andem exatamente como vocês querem? Isto é manipulação, não é amor. Amor é respeito, é deixar a pessoa ser o que ela quiser ser.

Eu já disse, um conselho, uma palavra amiga, uma orientação, uma sugestão, é muito bem-vindo; mas não uma imposição daquilo que vocês acham que é certo. O outro acha que o que você acha que é certo, certo? E se ele não achar? E se ele discordar? Aí vocês brigam porque você quer impor a sua vontade.

Meus irmãos, meus irmãos, sejam únicos. Sejam vocês. Não se deixem manipular. Não se deixem ser enveredados por teias que não foram vocês que escolheram. Escolham o seu próprio caminho. Vocês são fortes para isso. Isto não é deixar de amar o outro. Por que você tomou a rédea da sua vida, você deixou de amar o outro? Não, pelo contrário, você está amando, quem você tem que amar em primeiro lugar, que é você mesmo.

Claro, você não precisa magoar, você não precisa humilhar, você não precisa provocar sofrimento, em quem discorda de você. Apenas diga uma palavra: a vida é minha. E siga o seu caminho, sem discussões, sem bate-boca. Siga o seu caminho. Acredite nele. Se você escolheu o caminho errado, é uma lição que você vai aprender… “Não, por este caminho não venho mais, porque ele é errado”. Ótimo você aprendeu a lição, e não vai cair nunca mais nele. Agora se você não tivesse tentado, você nunca saberia que estaria errado.

Entendam meus irmãos; levantem-se; tomem as rédeas das suas vidas; acreditem; tenham fé, em vocês mesmos. Acreditem que vocês são capazes. Tenham fé que vocês são fortes. Acreditem que vocês são poderosos. Tenham fé que vocês vão vencer. É isso. Mas onde está esse acreditar, esta fé? No meio do seu peito, no seu coração, na energia que pulsa dentro dele que faz ele pulsar a cada segundo; está aí dentro da energia, esta fé, que é a centelha divina. Não importa qual divino, volto a repetir. A centelha divina está aí dentro. Então tenha fé, nela. Acredite, nela. O resto, é simplesmente resto.

Meus irmãos estejam prontos, pois muitas verdades aparecerão. Muitos já viram; já não têm tanta convicção naquilo que seguem, mas por serem fantoches manipulados, continuam se deixando levar. O dia que vocês cortarem as cordas e virarem um ser humano completo, vocês verão quanta coisa errada tinha ali; quanta coisa que você deixou de viver; quanta coisa que você fez de errado em nome dos pensamentos de alguém, que acha que é o dono da verdade.

Vocês se decepcionarão, muito, muito. Não me cabe aqui explicar o quê, nem o que será. Como a grande maioria gosta de ver para crer, vocês verão; e daqui a algum tempo vocês ouvirão essa minha mensagem e dirão: “Bem que o Arcanjo falou; e eu não acreditei”.

Pois é. Não peço que acreditem no que estou dizendo. Em alguns corações isto vai soar como heresia, como rebeldia, como que seja um ser de não luz falando. Não me importo. Pensem o que vocês quiserem. Sei o que sou e sei quem sou. Não me importa a opinião de ninguém. Sei da minha missão, sei do meu poder, e sei quem eu sou perante nosso Deus Pai/Mãe, e a minha responsabilidade neste processo todo.

Então cabe a mim abrir os olhos de vocês. Em muitos esta mensagem vai ressoar; em outros vai causar arrepios de medo. Pena. Sinto pena daqueles que não acreditam, pois continuam com suas crenças limitantes, e desse jeito vai ser muito difícil seguir para o Mundo Novo; porque vocês vão ter que abrir mão de muita coisa para poder chegar até lá.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! E quem pedir a minha ajuda para enxergar o caminho, para enxergar a verdade, estarei ao lado mostrando tudo aquilo que você precisa ver.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras