Arcanjo Miguel – Os Vícios

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Tenho tentado trazer para vocês, assuntos de suma importância nesse período de transição. Ontem falei da alimentação. Hoje eu vou falar de uma outra coisa muito importante: os vícios.

Da mesma forma que vocês foram induzidos a comerem os animais vivos, para que perdessem as suas energias, ou melhor, para que vocês não pudessem ter o contato com o Alto, fortalecido, vocês foram induzidos ao vício. Vícios de toda forma, vícios alimentares, vícios de bebidas, vícios de drogas, de todo tipo.

Aqui eu vou falar de forma geral. Não vou especificar um só. Como eu disse ontem, a palavra-chave para tudo é o equilíbrio. Vocês podem comer, podem beber, desde que no dia seguinte vocês procurem se manter equilibrados, bebendo muita água, para que o corpo de vocês consiga eliminar tudo de negativo que foi ingerido.

Não estou dizendo aqui, porque vocês costumam tomar as minhas palavras ao pé da letra, eu não estou dizendo aqui, que vocês têm que comer o dia inteiro, nem beber o dia inteiro. Eu estou dizendo aqui, uma coisa balanceada, uma ação que não faça mal à sua saúde.

Então volto a repetir, tudo é equilíbrio. Não vou pedir aqui que ninguém deixe de beber, pois este é um dos maiores vícios que tem sobre o planeta: o vício da bebida alcoólica. Então vamos lá! Energeticamente falando, o que esse vício traz à vocês? Primeiro, que a bebida tira vocês da sua consciência plena. Muitos vão dizer: “Eu bebo e não sinto nada”. Tolice. O organismo humano reage igual para todos. Apenas uns conseguem manter uma consciência física maior que outros, mas energeticamente falando, vocês perdem a consciência.

O que o álcool faz em sua aura? Ele simplesmente abre a sua aura, e todo e qualquer tipo de proteção que o seu Eu Superior e os seus guias tenham criados para você, é simplesmente eliminado. E aí você consegue atrair todo tipo de energia que existe à sua volta. Porque vocês não estão sozinhos. Vocês caminham entre espíritos; espíritos de baixa vibração, que não conseguiram encontrar a luz e que gostam de permanecer no planeta. Eles ficam vagando, tentando encontrar aquele que ressoa com que ele gosta, e aí ele se agrega, àquele ao que está na terra, vivo.

Então, quando vocês bebem, quanto mais vocês bebem, mais a sua aura se abre; mais espíritos se colam, porque eles passam a beber junto com você. Se você ri, eles riem; se você chora, eles choram; é como se eles fossem uma extensão da sua alma. Então eles ficam ali vivendo o seu momento. Aí muitas vezes você acha que está bem, pega o seu carro e vai dirigir; e na grande maioria das vezes você não chega em casa.

Claro, todas as suas proteções foram eliminadas; a sua consciência física está abalada; a espiritual então nem se fala. Aí você chega em casa com esse grupo todo com você. Entra na sua casa, discute, é violento, bate em quem está na sua casa, se achando o maioral; ou seja, você está destruindo não só você, como todos à sua volta; e todo aquele grupinho que foi com você, fica ali. Aí você dorme. No dia seguinte, a sua consciência física é quase que recuperada; mas o grupinho está ali, porque eles sabem que encontraram uma fonte de prazer. E aí o que acontece? No próximo dia, você vai ter uma vontade absurda de beber de novo, porque eles estão lhe induzindo à isso. E aí você vai e bebe novamente. Está aí criado o vício do álcool. Esse grupinho vai acompanhar você pelo resto de sua vida. Ainda lhes digo mais, o grupo aumenta, a cada dia. Você vai carregando verdadeiras multidões perto de você.

Então, eu não preciso continuar dizendo o quanto é maléfico o vício do álcool. Tudo depende da quantidade que vocês bebem. Se vocês bebem pouco; bebeu, acabou. Sim a sua aura vai se recuperar, dependendo também do que você está emanando; mas ela se recupera. Ao longo do tempo se recupera. Agora se você faz disso um hábito, aí começa a ficar complicado de novo, porque a sua aura não consegue mais recuperar, e aí vêm as doenças e todos os outros problemas inerentes ao vício do álcool.

Da mesma forma que o vício do álcool, tem o vício das drogas. Não vou repetir, porque é a mesma coisa. É exatamente a mesma coisa. Os viciados se colam em você e fazem você se viciar cada vez mais. Não preciso contar a mesma história.

Existem outros vícios que são tão maléficos quanto o álcool e as drogas, como o fumo. Vocês não perdem a consciência com o fumo, mas vocês abrem a sua aura da mesma forma, porque todo e qualquer vício é igual a desequilíbrio; e desequilíbrio é igual abertura de aura. Porque os seus chakras começam a funcionar de maneira irregular e isso passa para a sua aura. E ela também se abre. Da mesma forma, um monte de amiguinhos fuma junto com você. Estão sempre ali, fumando junto contigo.

Existe um outro vício: o vício da comida. “Ah, eu estou ansioso, então eu vou comer”. Isto é o quê? Mais um desequilíbrio. Tudo o que é desequilíbrio, é sinônimo de aura aberta; e é sinônimo de atração de seres não luz.

Então meus irmãos, qual é a chave do processo? Não mexer com a sua energia; se manter equilibrado; se manter íntegro; manter a sua aura limpa e fechada. Porque você se mantendo em equilíbrio, a sua aura é o seu escudo, e esses menininhos que ficam aí a sua volta, não conseguem se colar em você. Agora, qualquer coisa que tire a sua consciência, que tira o seu equilíbrio, é porta aberta para que seres de não luz se aproximem de vocês.

Aí, uns vão dizer: “Mas tem alguns vícios que a gente não fica doidão”, como vocês dizem. “Apenas é bom, a gente sente prazer”. Você sentir prazer através de alguma coisa é equilíbrio? Por que você não pode sentir prazer, caminhando, correndo, se alimentando bem, conversando com os amigos? Isto não lhe dá prazer? Você precisa tomar ou fumar alguma coisa para ter prazer, para se sentir bem no mundo? Isto não é equilíbrio. Isto é desequilíbrio. E aí volta todo o processo, não vou explicar de novo.

Então meus irmãos, dizer para vocês, para cada um de vocês, que se adequa ao que foi dito aqui, que vocês têm que se livrar do vício, é algo que eu não farei, pois vocês têm o livre arbítrio. Se vocês acham que é bom, continuem. Se as minhas palavras ecoaram em seus corações e vocês ficaram com medo, que bom! É bom que tenham medo mesmo, porque este medo será benéfico para vocês. Porque vocês se livrarão desses amiguinhos que vocês carregam. Então este medo que eu causei será bom. Esse será bom.

Agora se vocês acham isso tudo uma bobagem, volto a repetir, vocês têm o livre arbítrio. A vida é de vocês. O corpo é de vocês. Agora vocês querem ir para o Mundo Novo; vocês querem estar prontos para ir para lá; como vocês acham que vocês estão brilhando, se viciando? Vocês acham que vocês têm o mesmo brilho daquele que não bota nada disso na boca; daquele que não se vicia com nada? Vocês teriam o mesmo brilho, só porque vocês são bonzinhos? Seria uma injustiça, não?

“Ah, então eu posso me viciar bastante, e eu vou para Mundo Novo, porque eu sou uma pessoa boa”. Não, você pode até ser uma pessoa boa, mas você não é uma pessoa equilibrada; porque se fosse, você não se viciaria; você não botaria para dentro do seu corpo coisas que tiram a sua consciência.

Então meus irmãos, o recado está dado. É simples assim. É tudo muito claro e muito simples. O vício é maléfico para vocês, e tira aquele brilho que os seus corações têm; mesmo que eles brilhem, ele cria uma, uma nuvem em volta do seu coração; e aí nós não vamos ver a luz.

Lembrem-se meus irmãos, vocês têm que se modificar; vocês têm que botar para fora todos esses problemas, e tratá-los, um a um, para que você chegue no Mundo Novo com uma outra mentalidade. Nada é fácil. Volto a repetir, o caminho não é fácil. Então a decisão é de vocês. Quem quiser minha ajuda, é só me chamar; estarei pronto para ajudar.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! E sempre, sempre estou aqui, para ajudar quem pedir a minha ajuda.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras