Maria – A Caminhada é Solitária

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU MARIA!

Meu coração está exaltante, meu coração está feliz, meu coração está cheio de alegria! Novos tempos se aproximam, tempos de felicidade, tempos de evolução. Infelizmente não posso dizer que serão tempos de alegria plena, mas todo e qualquer caminho que leve vocês a evolução é um caminho alegre e pleno; mesmo que os obstáculos façam vocês verem que não é bem assim.

Meus filhos e filhas, olhem para dentro, olhem o que vocês são. Mas este olhar não pode ter julgamentos, vocês foram orientados e viveram durante muito tempo dentro de uma bolha, onde quase tudo que dizemos hoje é contrário ao que vocês aprenderam. É como um hábito em que vocês repetem sem querer, e é muito complicado e difícil eliminar esse hábito, tudo depende da mente e da força de vontade de vocês. então apagar milênios e milênios de maus comportamentos, de maus hábitos, de más ações, não é algo que se faça de um dia para o outro.

Então não olhem para vocês mesmos como juízes, vocês precisam olhar com Amor, entendendo, que muito do que vocês fizeram foi por crenças e por caminhos que foram orientados no sentido da não evolução. Mas o que vocês têm hoje? Vocês têm uma ligação direta conosco, vocês hoje conversam conosco, apesar de muitos acharem ainda que isto não existe e que não são dignos de ter esta conversa, são pecadores, como suas religiões lhes fizeram acreditar. Então por que não mudar, por que não escolher um novo caminho?

Entendemos que escolher um novo caminho dá medo… O que será que tem depois da curva? Onde será que este caminho me levará? A única coisa que posso dizer a vocês meus filhos e filhas, é que se vocês seguem os novos ensinamentos, os novos hábitos, qualquer caminho escolhido será de evolução, será de crescimento. Porque o simples fato de abandonar tantas crenças erradas, tantos comportamentos errados, tantos hábitos errados, imediatamente coloca vocês em outro patamar, num patamar de evolução de crescimento.

O momento é de se amar é de olhar no espelho e sentir Amor pelo que vê. Não existe beleza física perante Deus Pai/Mãe, a beleza física é cultuada pelo ego, para tornar superior aquele que se sente belo, puro ego. Deus Pai/Mãe não olha corpos, nós não vemos corpos, vemos almas. Não importa sua cor, seu tamanho, a sua raça, o que vemos é sua alma. Então se nós lhe amamos incondicionalmente, por que você não o faz? “Ah mas eu errei muito, não mereço esse Amor.”

Ouça com atenção o que eu já disse aqui, não há mais a questão do merecimento ou não. O momento é de novas escolhas, o momento é de perdão, o momento é de amar, amar incondicionalmente você mesmo e os outros. Estamos num momento especial neste planeta, onde cada um está fazendo a sua própria escolha: Evoluir ou seguir o caminho contrário. Cada um de vocês é uma alma diferente em todos os aspectos, mas principalmente no caminho. Cada uma veio nesta encarnação determinada a seguir um caminho; ou de evolução ou não.

Aquelas que decidiram evoluir, cada uma veio com etapas e pontos a serem alcançados. Não existe nada em conjunto, existe o caminhar de cada um.

Então não se apegue a quem está à sua volta, esta caminhada de evolução é solitária, ela é sua não do outro. Esta caminhada não pode ser feita junto com o outro, ela é sua, somente sua. Muitos estão se perguntando por que estamos mudando tantas coisas? Porque o momento agora é outro, o momento agora é de cada um. Etapas foram cumpridas neste planeta e neste momento vocês estão numa etapa individual, onde cada um tem que escolher o seu caminho. Não pode mais se guiar pelo caminhar do outro, cada um escolherá aquilo que o seu coração vibrar, não o que o coração do outro vibra, são caminhos diferentes, etapas diferentes, frequências diferentes.

Então vou deixar aqui um exemplo: Você está iniciando uma jornada, sua alma ainda é pouco evoluída, mas está no caminho e você quer a qualquer custo seguir a caminhada de uma outra alma que já é bem evoluída, você está andando com passos de tartaruga, a outra alma que é evoluída anda com passos de animais velozes. Então o que acontece se vocês tentam andar juntos? Você terá que correr para poder manter o ritmo e a outra alma terá que andar mais devagar para poder lhe esperar. Isto não está certo, você tem o seu tempo e ela já passou da fase do passo de tartaruga, ela já está lá longe. Então são caminhos diferentes, não tentem se apoiar nos outros, cada um tem um caminho.

Observem outro ponto importante: Vocês vão se alimentar e aí vocês vão a um restaurante e tem várias opções para escolher, você colocará todas as opções no seu prato. Eu lhe garanto que você não conseguirá primeiro, porque o prato não caberá, e segundo; porque você não conseguirá comer tudo. Você precisa escolher, aquilo que você gosta, aquele alimento que lhe dá prazer em comer, e aí você faz o seu prato, e aí vem outra pessoa e fará o mesmo, fará o prato dela de acordo com o que ela gosta. Aí eu lhe pergunto: Vocês precisam fazer o mesmo prato? Não, porque se vocês fizerem o mesmo prato poderá vir coisas no seu prato que você não gosta e vice-versa.

Então aprendam a fazer o próprio prato, vocês têm muitas coisas a escolher, muitos caminhos a seguir, pensem como um prato; “Eu preciso comer todos? Não, eu comerei aquele que eu estou com vontade.” Então faça aquilo que o seu coração pedir, não o que o outro está fazendo e você não precisa fazer todos ao mesmo tempo. Lembre-se do prato, você não comerá tudo ao mesmo tempo, você passará mal e não saboreará nada. O que você ganhará? quase nada.

Então tenham foco, escolham aquilo que lhes faz bem, que dá alegria ao coração. “Ah, mas ninguém faz comigo.” Não importa, o prato é seu, ninguém fará o seu prato, é você quem está escolhendo o que vai fazer. Então parem de tentar andar de mãos dadas com os outros, o momento é de cada um, cada um está numa frequência, cada um está numa vibração, então cada um está numa velocidade. Não tente atrasar nem acelerar ninguém, o caminho é seu, não o imponha a ninguém e nem deixe que ninguém imponha o caminho a você.

Vamos parar com esta necessidade de ter sempre que estar andando junto com alguém, fazendo exatamente o que o outro faz. Cada um de vocês é capaz de escolher o próprio prato e se você gosta de encher o prato com um único alimento, está perfeito. Isto lhe traz alegria? Sim. Perfeito, ninguém tem nada com isso. Então não imponham seus caminhos e nem se deixem impor pelo caminho de ninguém, cada um escolhe aquilo que gosta, aquilo que o faz feliz, não aquilo que alguém disse. “Ah, faça que é bom!”

Não, você tem que escolher e ver que aquilo será bom para você. Parem de tentar encher o prato com tudo ao mesmo tempo, porque isto não leva a nada. Mas vale um prato cheio com algo que lhe faça feliz, do que um prato cheio de coisas que você nem sabe o que está comendo.

Os tempos são outros, meus filhos e filhas, esqueçam o que foi feito lá atrás, eram outros tempos, outros momentos. O momento agora é outro, vocês estão em outro patamar no planeta, não mais aquele. Então esqueçam o que foi feito ontem, olhem para frente, não para trás, façam suas escolhas, coloquem no prato coisas que os façam felizes, que os seus corações vibrem, não algo que alguém lhe disse que é gostoso.

A escolha é sua e sempre será somente sua. Parem de se mirar nos outros, parem de copiar os outros, escolha cada um de vocês o próprio caminho. Este é o momento atual, a caminhada está mais solitária do que nunca. Porque o momento é de separação, do joio do trigo, efetivamente. Então caminhe sozinho, porque você poderá estar amarrado à alguém que é joio e quando você se der conta, o tempo passou e a sua oportunidade de ser Luz, também passará.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras