Maria – Os Novos Caminhos

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU MARIA!

Adoro estar aqui, me expressando um pouco para vocês. Os momentos são difíceis para muitos, pois parece que suas vidas tomaram rumos muito inesperados. Qualquer mudança é difícil, qualquer caminho novo que se apresenta é assustador. Apenas digo à cada um de vocês: Não temam, confiem. Cada um de vocês tem Seres de Luz os protegendo e estes mesmos seres, encaminham vocês para novas aventuras, para novas vivências, para novos caminhos. A princípio todos vocês têm medo, medo do novo, medo de não ser capaz, medo de não conseguir.

Onde o sentimento teria que ser exatamente o contrário. Vocês teriam que ter aquele sentimento de um descobridor, de um desbravador, de um conquistador que traria a certeza dentro de vocês da vitória, do sucesso. Mas vocês teimam em pensar pelo negativo, teimam em pensar que nada dará certo: “Porque que o Universo está colocando e fazendo isto com vocês?” Então, quando dizemos para vocês: Confiem; é exatamente por isso, para que naquele momento, em que um caminho novo inesperado aparece, você se lembre: “Não, este caminho está me sendo dado pelos meus Mestres e eles querem o melhor para mim”! E simplesmente, vocês se deixem levar pelo fluxo daquele caminho. E com o tempo, vocês perceberão que aquele caminho que a princípio era tão assustador, tão novo, tão impraticável, se torna maravilhoso, próspero e abundante.

Filhos meus, quem confia, quem acredita, não teme; porque mesmo que aquele caminho leve vocês à momentos não tão agradáveis, à algum tipo de sofrimento; pensem se não seria a forma de vocês passarem por uma lição, mas sendo monitorados e avaliados pelos seus Mestres. Então, eles estariam fazendo tudo aquilo que fosse necessário para a lição, mas também colocando-a de uma forma fácil de ser superada. Realmente qualquer novo caminho é assustador, porque vocês não sabem o que encontrarão lá na frente; poderá ser um pote de ouro, ou poderá ser um pote de sofrimento, mas que eu preferiria chamar de um pote de lições, pois não encaminhamos, nem orientamos vocês para o sofrimento. Vocês entendem desta forma, que estão sofrendo indevidamente, que estão sofrendo sem razão, que estão sendo castigados; onde jamais Deus Pai/Mãe pensou desta forma.

Muitas vezes, o sofrimento é alimentado por vocês, por uma série de motivos: simplesmente para chamar atenção, simplesmente por não querer viver, muitas vezes por acreditar que precisa passar por aquilo para se redimir dos seus pecados, porque meu filho fez o mesmo. Acredito que todos aqui já sabem, que meu filho não redimiu pecado de ninguém. Então, não é o sofrimento físico ou de qualquer outra espécie, que redimirá vocês de nenhum pecado; aliás, pecado…, eu preferiria chamar de erro, de má escolha.

Tudo o que vocês passam são consequências de escolhas do passado, desta ou de outras vidas, não importa; são as lições que vocês têm que aprender. Para quê? Para se tornarem seres apropriados para a Quinta Dimensão.

Quando um novo caminho se apresenta, ele não traz apenas medo, para muitos, ele traz uma alegria, ele traz aquele gostinho de superação, aquele sentimento de que eu sou capaz, eu vou conseguir. E muitos se entregam à esta novidade com muito amor. E diria que lá na frente, mesmo que existam obstáculos, lições, jamais se arrependam. Porque garanto, que o maior arrependimento que vocês podem ter é aquele de não ter feito, de não ter vivido, de não ter tentado. Então aquele que se entrega no escuro, não no escuro de escuridão, mas no escuro por não saber o que vem lá na frente, mas se entrega com muita vontade, com amor, sempre sairá vitorioso. Porque aquele novo caminho que foi apresentado, jamais terá o intuito de diminuir a sua evolução.

O grande intuito dos novos caminhos, é sempre a evolução. Não importa o que vocês tenham que passar durante a caminhada, neste caminho. Por que o medo? Por que vocês temem tanto o novo? Por que que vocês querem sempre permanecer naquilo que conhecem? Por que vocês não gostam de desafios? Os desafios muitas vezes, mostram a sua própria incapacidade, mas isto não é feito no sentido de rotulá-lo, nem de diminuí-lo, muito pelo contrário, é para mostrar a você que você deixou passar algo, que você poderia estar pronto para aquilo, mas por alguma razão, você se acomodou, deixou passar alguma oportunidade. E quem sabe, isto não lhe empurrará para que você volte atrás e faça aquilo que você não fez.

Neste momento, cada um de vocês está sendo desafiado. A qual desafio? À muitos. Desafios de eliminarem vícios, eliminarem hábitos, eliminarem pensamentos, palavras, ações. Tudo com um único propósito, tornar vocês seres evoluídos. Entendemos que vocês fizeram uma longa caminhada, aprendendo tudo isso, aprendendo tudo aquilo que estamos tentando tirar de vocês. E aí, eu lhes faço uma pergunta: Aonde tudo isto os levou?. E eu respondo: Olhem à sua volta. O que existe do seu mundo hoje? A desigualdade, a discriminação, a fome, a miséria, as doenças, a violência. Foi este o mundo resultante, de todos esses sentimentos que vocês aprenderam. Aí, eu lhe faço uma pergunta: Este mundo está bom para você? Não vale a pena mudá-lo? Não vale a pena você mudar, para mudar este mundo? Porque o mundo que aí está, é apenas o resultado de tudo que vocês emanaram.

Então para mudar este mundo, não é o mundo que tem que mudar: são vocês que têm que mudar o mundo; vocês tem que emanar novos sentimentos, vocês têm que ter novos hábitos. E é isto que estamos mostrando a vocês: Como fazer, o que fazer. Se você concorda que vale a pena mudar este mundo, que vale a pena criar um mundo novo, entregue-se a este novo caminho, entregue-se a este novo eu, que será você. É você quem tem que fazer a mudança, não nós. Cada um de vocês têm que fazer a sua parte, tem que querer mudar; não nós que vamos mudar tudo isso. A mudança tem que vir de vocês, de cada um de vocês. Senão, este mundo novo não será criado.

Para aqueles que se entregaram à este caminho e estão seguindo-o, estão sim criando no seu futuro este mundo. E quando eu digo “criando este mundo”, é vivendo nele. Sim, vocês estão iniciando a construção de um novo mundo para vocês. Este novo mundo, será permitido a vocês viverem nele. Então mais uma vez, eu pergunto: Por que o medo? Por que o medo de se entregar à esta Nova Era, à estes novos sentimentos, à estas novas posturas? Por que o medo? O que vocês têm a perder? O mundo que vocês vivem? Vocês têm medo de perder a luxúria deste mundo, os prazeres deste mundo? Então, lhes digo, que todos esses prazeres são efêmeros, porém, o verdadeiro prazer da alma não se esvai, nunca acaba, porque é um prazer eterno de viver em altas vibrações; em viver pelo bem do outro; em viver com o outro, mas aceitando ao outro como um irmão; não aquele irmão apenas nas palavras: um irmão de família, de alma.

Mais uma vez, eu pergunto: Por que o medo? O que vocês poderão encontrar de tão ruim, que lhes causa tanto medo? Eu respondo: Um único sentimento, a perda. Perda dos bens materiais, perda de prazeres efêmeros, perda de poder, perda de todos os subterfúgios existentes para o seu bel prazer; perdas, perdas, perdas. É assim que muitos de vocês veem e eu confirmo, vocês perderão isso tudo. Agora, eu faço uma outra pergunta: E o que vocês ganharão? Vocês já se responderam à isso? O que vocês encontrarão neste novo mundo, nesta Nova Era, de tão maravilhoso? Eu respondo: a paz, a harmonia, a igualdade, a certeza de poder dormir em paz, sabendo que ninguém no planeta passa fome, que ninguém no planeta sente frio, que ninguém no planeta dorme na rua, que não atiramos no planeta, que não há prisões, que não há violência, que não há roubo, não há armas, não há tiros, não há mortes causadas por outro irmão. Isto é pouco para vocês? Isto não lhes enche os olhos?

Este mundo que você vive hoje, é mais interessante apenas pelos prazeres? Então eu lhe respondo: Se você me disser que sim, prepare-se, pois a sua caminhada não será tão bonita, não será tão prazerosa, pois você estará iniciando novamente, uma caminhada em outro orbe de Terceira Dimensão, onde poderá ser tudo diferente daqui, não ter as maravilhas que você tem aqui; e principalmente você estará só. Sem nenhuma alma conhecida ao seu redor. Porque tal qual aqui, você não lembrará de nada. É isto que você quer? Vale a pena viver tudo isso, apenas porque supostamente, você continuará a ter prazer?

Então pense bastante. Pense muito a respeito desta sua decisão. E para aqueles que não têm medo do novo caminho, eu lhes digo: Vocês não se arrependerão de fazer esta escolha. Porque neste momento, da caminhada de suas almas, é a única escolha que os fará realmente serem felizes.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras