Saint Germain – Tomem o Planeta em Seus Braços

Queridos irmãos do planeta Terra! SOU SAINT GERMAIN!

É com alegria sim, em meu coração, que tenho esta oportunidade de vir até aqui falar um pouco com vocês. A Jornada está quase no fim. Muitos ainda estão lá no começo, estão um pouco cansados, decepcionados por não conseguirem ir muito adiante. Nunca se esqueçam que vocês criam tudo; nunca se esqueçam que o que acontece é o resultado daquilo que vocês emanam. Pode ser que vocês não tenham emanado nesta vida, mas poderá ser o resultado de emanações há muito tempo geradas. Então não desanimem, sigam adiante.

A cada pedra, a cada obstáculo, não cabe apenas empurrar para o lado para ter a passagem de volta. Aquele obstáculo tem que ser retirado com uma ação, mas não com a ação de simplesmente tirá-lo do caminho; é uma ação a ser aprendida, é uma consciência a ser adquirida. Então enquanto vocês tirarem os obstáculos com as mãos, apenas no intuito de passar por aquele caminho, ele se tornará cada vez maior. E logo, logo à frente vocês verão novamente, só que ele estará cada vez mais pesado e maior em tamanho. Até que chegará ao ponto que vocês não conseguirão mais tirá-lo com as mãos e terão que encontrar a saída para liberar aquele caminho.

Assim é a Jornada. Aqueles que não conseguem se manter no caminho, é porque estão tirando os obstáculos com as mãos, não estão entendendo. “Por que errei, por que voltei?” E a resposta, quase que uníssona: “É culpa minha, distração, erro…”; e vocês seguem adiante se culpando por não terem conseguido se manter na linha. E eu posso garantir a cada um de vocês, que o erro, aquele erro ao qual vocês se condenam, se julgam, é provocado pela própria Jornada.

Então o grande propósito não é ficar se julgando, que tenha errado novamente. Observe qual o decreto aconteceu o erro; o que causou a interrupção da jornada? Ali está a sua resposta. E somente assim você conseguirá seguir adiante e provavelmente não mais interromper. Façam cada decreto com entendimento, não como máquinas que leem, repetem mais 6 vezes, completando as 7 vezes, e pronto, acabou. Agindo assim é um sério candidato à logo à frente ter que voltar tudo de novo.

Então parem de se julgar. Observem com atenção qual decreto fez vocês voltarem, ali tem um grande obstáculo a ser transposto. Vocês se cansam muito fácil das situações. O objetivo desta Jornada é exatamente limpar cada um desses obstáculos, ou sombras, ou problemas, não importa como vocês os chamem, de suas próprias caminhadas. A Jornada não prejudica ninguém, pelo contrário, a ideia é sempre levá-los para frente. Então não se julguem, nem achem engraçado ter que voltar ao início novamente. Não há graça, não há nada para rir, há algo para ser analisado e para ser entendido.

A cada dia novas pessoas iniciarão a Jornada e chegará à um ponto, que cada um terá que fazer a sua própria caminhada e seu próprio controle. Não haverá mais aquela transmissão diária mostrando a vocês o que tem que ser feito. Então aqueles que estão lá atrás ainda, comecem a aprender a fazer seus próprios controles, para que não venham a errar novamente apenas por distração ou por não estar devidamente envolvido no que está fazendo.

Esta Jornada é uma Jornada de transmutação e de elevação, para que vocês aprendam a conhecer e a acreditar nos seres poderosos que vocês são. Basta que vocês usem os decretos da Jornada. Para aqueles que já estão lá na frente, daqui a pouco estarão livres para repetir quantos decretos quiserem. Aos demais, ainda há uma longa estrada pela frente. Nada mudará. A Jornada continuará sendo da forma que é eternamente, começando hoje, começando daqui a um ano, começando quando quiser; ela só acabará quando a Terra ascender e todos os seus habitantes junto com ela. Aí eu garanto, que todos os decretos já estarão devidamente impregnados em suas células e não será mais necessário que vocês os repitam constantemente.

Vocês só não podem desanimar. Olhem de frente cada um dos alertas que aparecerem durante a Jornada. O mal entendimento de um decreto não é problema do outro, não é o outro que irá lhe explicar o que você não entendeu. Cabe a você mesmo olhar para dentro de si, estar na sua Presença Divina e pedir a ela que lhe explique aquilo que você não entendeu. Cada um de vocês tem uma interpretação, própria e adequada a sua alma. Então não é o seu irmão ou colega que irá lhe dizer o que significa aquilo, o entendimento tem que ser seu. Se você não consegue entender e pergunta ao outro, qual Jornada você está seguindo, a sua ou a do outro? Porque ele lhe dará a resposta de acordo com a caminhada dele, não com a sua.

Então se vocês não entendem o que é o decreto, perguntem às suas Presenças Divinas, perguntem a mim, perguntem aos seus mestres, nunca ao outro. Vocês podem trocar ideias e elas são muito bem-vindas. Estudar em conjunto é uma coisa, perguntar isoladamente a outro é um pouco diferente, porque quando você está estudando em um grupo, você ouvirá várias interpretações e caberá a você definir qual daquelas preenche o seu coração. Agora, quando você pergunta à uma única pessoa, você terá a interpretação daquela pessoa, que não necessariamente, será a que o seu coração espera.

Então tenham muito cuidado com isso. A Jornada não é para ser seguida pela opinião dos outros, é o seu entendimento, é o seu aprendizado, é a sua evolução, não baseada no que o outro pensa. Aprendam meus irmãos, a ouvirem suas próprias Presenças Divinas, que nada mais é que Deus Criador em ação. Aprendam. Não dependam do outro para nada. A questão, a dúvida, tem que ser respondida por vocês, não pelos outros. E se aquele decreto lhe trouxe tanta dúvida, tenha a certeza, algo ali está implícito para que você pare e analise, é para chamar a sua atenção. Não desanimem. Continuem, e vocês verão como pouco a pouco, a Jornada vai caminhando e aquele medo de errar novamente, se vai. E quando vocês se derem conta, já a terminaram, e uma grande transformação foi feita em cada um de vocês.

Quero deixar apenas uma mensagem de esperança. Quando uma forte tempestade cai, ela pode causar muitos estragos, pode até matar. A tempestade faz aquilo sorrindo? Ela está atuando provocando tantas transformações, sem se importar com o que acontece com os resultados? Por que foi formada aquela tempestade? A resposta é: Nada do que acontece em seu mundo, vem de qualquer outra pessoa a não ser de você. Cada um de vocês cria o que acontece em seu mundo. Vocês colhem o que vocês plantam, vocês colhem aquilo que vocês emanam, nada está fora da ordem, tudo acontece para a mudança, para que vocês vejam o que vocês criaram.

Alguém poderá perguntar: “Mas eu criei a guerra?” Sim, você e mais um monte no planeta. Vocês temiam isso todo o tempo. Criaram esta egrégora de medo e de certeza que isto um dia aconteceria. Aí está a resposta: nada mais do que a consequência do que vocês emanaram e continuam emanando. Cabe a cada um de vocês neste momento, neste planeta, emanar Amor e Luz. Não se sinta pequeno, não se sinta sem forças, não se sinta incapaz, pois se isso for emanado, isto também reverbera. Se cada um no planeta vibrar Amor e Luz, novas egrégoras são criadas; e quanto mais Amor, quanto mais Luz, mais egrégoras negativas são combatidas.

Então o que cada um de vocês pode fazer neste momento? Emanar Luz, emanar Amor para o planeta. Não foquem no problema, foquem no planeta. São as consciências a nível global que precisam ser mudadas. Esqueçam o conflito, emanem Amor e Luz, emanem Paz. Mesmo que você não saiba técnica alguma, pegue o planeta em seus braços como se fosse um pequeno animal que você ama muito. Sinta o planeta em seus braços e da mesma forma que você emanaria Amor e Gratidão para um pequeno animal em seu colo, emane para o planeta. Se cada um de vocês fizer este movimento, vocês verão o resultado.

Abrace o planeta, demonstre todo seu Amor e Gratidão a ele, mostre ao planeta o quanto você o ama. E esta onda de amor que sairá do seu coração, envolverá o planeta Terra e atingirá cada coração existente nele. Não precisa muito, alguns segundos, abrace o planeta; mostre a ele o quanto você o ama, o quanto você ama todos que estão sobre sua superfície e vocês verão o resultado. Vocês podem, vocês têm esta força. Não há força maior neste mundo que o Amor. O Amor destrói qualquer coisa negativa. Mas tem que ser de coração. Façam isso quantas vezes quiserem por dia: abracem o planeta, sintam ele pequenino entre seus braços, mas o Amor que será emanado ali, Gaia saberá receber e multiplicar por toda a sua superfície.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras