Sananda – Não Se Enganem. Sejam Despertos Realmente

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!

Mais uma vez, mais uma vez e mais uma vez, eu nunca me cansarei de dizer isto: Que meu coração explode de alegria cada vez que posso trazer algumas palavras para vocês.

O que temos dito, ultimamente, não agrada a muitos. Muitos de vocês entendem um Ser de Luz como aquele, que remove os pecados, retira as dores, muda todo um contexto, e vocês apenas pedem, vocês apenas oram. Posso garantir que a grande maioria de vocês ainda pensa desta forma. “Eu nada preciso fazer, basta orar, basta pedir, e eu serei atendido.

Efetivamente, estes ensinamentos levaram vocês ao que vocês são hoje, a todos os problemas, dores e sofrimentos que vocês passam hoje. Porque vocês foram levados a acreditar que eu voltaria novamente e tiraria todo este peso das costas de vocês. Mas é preciso lembrar que da primeira vez que eu vim, eu não fiz nada disso; eu não retirei pecado algum; eu não perdoei os pecados dos homens. A minha morte foi consequência das minhas ideias e da não aceitação por parte dos governantes da época. Nada tem a ver com o perdão. Nada tem a ver com tirar os pecados. A humanidade continuou pecando normalmente até então.

Então eu vou lembrar a vocês o seguinte: Orar 24 horas por dia não fará você sair dos seus problemas ou dos seus sofrimentos, se não houver uma ação da sua parte. É óbvio e claro, que orar é importante, porque a fé em tudo aquilo que vem da Luz atrai para você as soluções, os caminhos, a ajuda necessária para libertá-lo do problema; mas não elimina o problema. Vocês continuam achando que nada precisam fazer; basta orar. Não precisam mudar, não precisam rever seus conceitos, não precisam rever suas atitudes, seus pensamentos, suas próprias palavras, basta orar, e tudo se resolverá, inclusive você ascenderá apenas por orar.

Então muitos têm se sentido chateados com o que temos dito aqui, que tempos difíceis virão, que vocês precisam mudar. “Como assim? O que vocês fazem então só trazem para nós mais sofrimento. Em vez de nos ajudar vocês trazem mais e mais e mais problemas para nós?” Acreditem meus filhos e filhas muitos pensam desta forma, e se dizem despertos. Isto é que é o mais incrível.

Vocês que estão encarnados agora neste momento, esquecem apenas um detalhe: as escolhas não são nossas; vocês fazem as escolhas. Vocês escolhem seguir caminhos tortos e pedregosos, não nós. Aí quando a lição vem, quando o retorno vem, nós é que não fizemos nada; nós é que não fazemos nada, na concepção de vocês.

Vocês sempre acharam que nós carregaríamos vocês no colo, independente do que vocês fizessem. Sinto dizer a vocês que não é bem assim. Carregamos no colo sim, quando o sofrimento é intenso, quando o sofrimento é desesperador, mas você está fazendo a sua parte, você está mudando, procurando mudar, fazendo as mudanças. Neste caso assim temos o maior prazer em ajudar, encarregar você no colo.

Em qualquer outra circunstância não fazemos isso. Não somos os redentores dos seus pecados. Os pecados que vocês cometem, se assim vocês querem chamar são frutos das suas escolhas, das escolhas que sua alma fez ao longo do tempo. Não temos culpa de nada, mas também não podemos mudar nada. Não podemos mudar uma lição que você precise passar. Nunca faremos isso. Damos a mão, ajudamos no caminho, mas nunca tiramos a lição do caminho.

Então vamos parar com reclamações inúteis, reclamações que não levarão vocês a nada, pelo contrário, só acarretarão mais problemas, porque vocês não conseguem ver que tudo é fruto das escolhas que vocês fazem, daquilo que vocês emanam, daquilo que vocês falam, daquilo que vocês fazem. Nós não fazemos nada, não castigamos, não colocamos pedras no caminho de ninguém. Estamos sempre prontos a ajudar, mas ajudar um corpo cansado de tanto tentar; aí sim, ajudamos, ajudamos a fazê-lo ver onde ele está errando e não consegue ir para frente.

Ajudamos a tirar o cansaço, mas nunca tiramos uma pedra do caminho. Damos forças para que vocês consigam tirá-las, se assim vocês merecerem. E o merecimento vem da tentativa, da vontade, do real desejo de realmente entender e se livrar daquilo. Então vamos parar de ficar reclamando com todas as coisas que acontecem no seu mundo.

Já dissemos aqui cada um passará aquilo que precisa passar, para aprender por lições passadas. Não adianta ir para a sua mídia e ficar chorando, ficar fazendo drama, como se fosse o último coitadinho do planeta. Ficar reclamando com seus irmãos: “Olhe o que está acontecendo com a minha cidade! Olha o que está acontecendo comigo!”, você foi levado a estar nessa cidade; você foi levado a estar naquele local. E por quê? Porque você precisava passar por aquilo.

Então vamos parar de ficar comentando suas próprias desgraças. Vamos parar de ficar choramingando com os colegas, com os amigos, com os outros, se sentindo o injustiçado. Ninguém é injustiçado. Cada um colhe aquilo que semeou. Você pode pedir ajuda sim, para tirar um pouco do sofrimento daqueles que passaram pelo problema; isso você pode pedir ajuda. Mas não vá reclamar: “Olha o que está acontecendo aqui!”. Se está acontecendo e você estava lá, é porque você precisava estar lá.

Entendam isso. Parem de se achar os eternos perseguidos, os eternos coitadinhos, que não merecem passar por nada. Tudo o que vocês passam é resultado das suas próprias escolhas de alma. Ah, mas você não entende isso porque você não sabe o que fez nesta vida? Então aprenda que a sua alma é velha, a sua alma é antiga, e já fez muita bobagem, e agora está chegando o preço. “Ah, mas eu não tenho que pagar por coisas que minha alma fez!”. Não? E você é o quê? Você é uma energia desgarrada no universo? Não, você faz parte da sua alma.

Então você precisa aprender por algo que sua alma fez. Não importa quando, não importa como, não importa que fractal você foi. Você terá que aprender, porque a alma precisa aprender, e você neste momento é o representante dela. Então vamos parar com reclamações? Vamos parar de choramingações? Vamos parar de querer aparecer que o seu sofrimento é maior do que o do outro?

Tem muita gente que sofre e não solta um gemido. Tem muita gente que sofre e ninguém fica sabendo, porque ela não quer espalhar o seu sofrimento. O sofrimento é dela. Não cabe a ninguém sofrer junto com ela. Se é dela, ela apenas sofrerá; ela e os Seres de Luz que ela invocar. Isto é saber sofrer. Não é espalhar o sofrimento para o outro. Vamos parar com isso. Vocês enchem a boca: “Eu estou desperto!”. Aonde, como, quando? Porque agindo desta maneira você não está desperto. Você continua sendo um ser que não acredita em nada do que estamos falando. Ouve o que falamos, mas não escuta. Não aprende, não quer aprender.

Então por que dizer que é desperto? Não é. Para ser desperto é preciso saber agir, é preciso saber receber o que a vida traz, é preciso saber entender o que as lições têm a dizer. Aí sim, você poderá até dizer que é um desperto, mas não é isso que eu vejo. Vocês bradam muito, mas também gritam muito por nada. Então vamos parar com isso. Vamos parar de reclamar, e o seu sofrimento é seu, não precisa espalhar com os outros.

Espalhar o seu sofrimento com os outros não aplaca a sua dor, isto é ego. “Se eu estou sofrendo eu vou falar para todo mundo para que tenham pena de mim” É isto? E tenha a certeza muitos terão pena de você. E vou dizer mais, é uma energia péssima, sentir pena do outro. Mas é o que vocês acarretam. Vocês buscam a piedade dos outros porque precisam espalhar o seu sofrimento, precisam bradar ao mundo o seu sofrimento.

Sejam efetivamente despertos. Sejam aqueles que dizem que aprendem, mas muitos eu não estou vendo isso. Muitos eu estou vendo seres que continuam sendo o que sempre foram, e acham que nós daremos um jeito, que nós resolveremos tudo. Puro engano. Ajudamos sim, quando vocês merecem ser ajudados, não quando vocês fazem um simples pedido ou uma simples oração.

Posts recentes

1 comentário em “Sananda – Não Se Enganem. Sejam Despertos Realmente”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras