Sananda – Vocês Têm que Limpar suas Energias Acumuladas

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!

Mais uma vez, sou muito grato por estar aqui novamente, podendo expandir os meus ensinamentos para tantos ao mesmo tempo. Algum dia na minha trajetória, eu imaginei modificar o mundo, modificar a forma das pessoas pensarem, das pessoas agirem. Quando fui exposto à todas as verdades de Deus Pai/Mãe, o meu espírito se iluminou, a minha consciência se expandiu; e o meu primeiro desejo, dentro do amor incondicional, foi passar todo aquele conhecimento, toda aquela verdade, para todos na época. Infelizmente, minhas palavras foram ouvidas por poucos. E como eu atacava, exatamente, toda a hierarquia governamental da época, porque tudo estava baseado num Deus punitivo e vingativo, a minha voz foi calada.

Naquele tempo, eu ainda estava num corpo físico, como Jesus, mas a minha voz nunca se calou, porque meus ensinamentos, embora bastante distorcidos e adaptados aos interesses daqueles que queriam mantê-los sob um regime de manipulação, são ouvidas e são sentidas até hoje. Desta forma, não posso afirmar que tudo foi em vão. Ali eu plantei, plantei numa terra fértil, plantei num tempo fértil e a colheita foi acontecendo, ao longo desses milhares de anos. Mesmo distorcidas, minhas palavras ainda trazem muita verdade; mas o principal, que é exatamente levar vocês ao amor incondicional, isto não foi mantido.

Existem algumas frases, que identificam: “Amai ao próximo como a ti mesmo”. Nem vocês amaram o próximo e nem a vocês mesmos. Poucos são os que seguem esta regra. Muitos se levantarão agora e dirão: “Não, eu amo eu amo, quem está à minha volta”.

E aí eu vou lhe responder, que o seu ego já está gritando, porque quando eu falo: “Ame ao seu próximo!”, não é ao próximo que está à sua volta, é a qualquer um, é a qualquer irmão que esteja no planeta, e não próximo por proximidade. E aí lhe faço outra pergunta: “Você se ama acima de todas as coisas?” Não. Porque vocês também foram ensinados, que precisam idolatrar aquele Deus que está lá em cima, acima de todas as coisas; esquecendo de vocês. Deus Pai/Mãe nunca pediu idolatria, nunca pediu que vocês deixassem de se amar para amar ele primeiramente. Vocês são a imagem de Deus Pai/Mãe. Então por que idolatrá-lo? Vocês têm exatamente tudo que ele quis que vocês tivessem. Eu diria que ser grato constantemente, é a forma que vocês têm de agradecer à Deus Pai/Mãe. Mas não é necessário idolatrá-lo; ele nunca pediu isso, ele não pede isso.

É preciso que vocês entendam, que não estamos fora, estamos dentro dos seus corações; Ele como a Centelha Divina que os mantém vivos, eu como uma adoração que vocês aprenderam a fazer. Também não gosto desta forma; eu gostaria de estar no coração de cada um de vocês como um amigo, não como algo a ser idolatrado e venerado. Não temos estes sentimentos. Veneração, idolatria, é ego; não amor incondicional.

Então como eu disse, as minhas palavras continuam valendo até hoje, mesmo distorcidas. Muitos estão alardeando e pregando a minha volta, e eu pergunto: “Que volta?” Se eu estou no coração de cada um de vocês, para onde eu vou voltar? Não tem o menor sentido isto. Poderei dizer sim, que o que está voltando é a Consciência Crística; é o retorno às leis de Deus Pai/Mãe, é o retorno ao amor incondicional; que foi colocado em suas almas, quando foram criadas.

Vocês nascem com o amor incondicional, apenas o meio vai degradando este amor e ele se torna, com muitas variantes, mas não essencialmente o amor incondicional. Não esperem que eu chegue numa nuvem branca, imenso e todos no planeta me vejam. Não gostamos disso. Para sermos acreditados, não precisamos aparecer. Até onde esta nossa aparição será verdadeira? Vocês saberão distinguir? Muita coisa tem aparecido nos seus céus atribuídas a nós. Então, eu lhes garanto: não fazemos isso. Não é desta forma que iremos chegar até vocês. E acreditem, na hora certa, no momento certo em que tivermos que falar algo, todos ouvirão, todos ao mesmo tempo. Como faremos isso? Não importa, mas todos ouvirão a mesma coisa.

Estar aqui hoje, podendo explicar muita coisa, podendo recontar muita coisa, é um presente de Deus Pai/Mãe. E tenho aproveitado este presente com muito amor, pois sinto como se estivesse naqueles tempos na Palestina. Só que hoje eu falo para milhões; minha voz chega a todos os cantos do planeta. E por que somente agora, isto pode acontecer? Este é um dos resultados da nossa ação, em torno deste planeta. Se podemos hoje falar para todos vocês, milhões ao mesmo tempo, é porque permitimos que este meio fosse criado, para que neste momento, agora, próximo da ascensão, vocês pudessem nos ouvir, pudessem escutar as nossas mensagens.

Então parem de dizer que nada está acontecendo. O grande problema aqui, é que tudo vocês querem a prova, querem ver. Então aquilo que vocês não veem, não é crível para vocês. É uma pena, porque tanto estamos fazendo, tantas coisas estão acontecendo, tantas coisas estão mudando, mas vocês conseguem ver apenas o lado negativo de tudo. Não conseguem observar que hoje, tudo está vindo à tona, tudo que sempre esteve escondido, tudo o que vocês sempre esconderam; não há mais como esconder nada. Então vocês entendem isto como uma coisa ruim. Então, vou contar uma parábola.

Algumas pessoas vivem em determinado local, um local muito simples, que não tem a infraestrutura de uma cidade.

E aí eles pensam: “Onde vamos colocar o nosso lixo?” E criam um buraco, para colocar todo o lixo. No início, o buraco é imenso e eles imaginam que dará para muitos e muitos e muitos anos colocarem lixo ali e nada sofreram. E assim eles vão fazendo, e mais pessoas à volta vão habitando aquele local e jogando o lixo sempre no mesmo lugar. É claro que este lixo se decompõe, ele simplesmente não vai crescendo; ele cresce mas ele também entranha pela terra. Porém, mais e mais e mais pessoas vão habitando aquele local e mais pessoas vão colocando lixo. Até que chegou um ponto, que a velocidade de transmutação daquele lixo naquela massa fétida, não é tão rápida quanto à produção do lixo e ele começa a aparecer. Aí vem uma série de insetos, uma série de animais rasteiros, causados pelo acúmulo daquele lixo. E somente neste instante, aqueles habitantes daquela região, se dão conta que ali tem um depósito de lixo. Achavam que aquilo seria eterno, que o lixo jamais apareceria na ponta, na superfície daquele buraco. E aí, o que fazer? Aquela massa fétida já contaminou a terra. Eles se desesperam: “E agora, o que faremos?” A única solução será tratar aquele lixo, limpar tudo aquilo que foi contaminado e planejar algo que não contamine o planeta, e que no futuro não se volte contra eles novamente.

Então façam das suas atitudes, aquele lixo. Durante muito tempo, vocês roubaram, furtaram, se corromperam, corromperam outras pessoas, contaminaram a sociedade com este pensamento, de que todos precisam se dar bem; que não basta viver apenas com o seu salário, tem sempre que ter muito mais, sem se importar com quem está à volta, se estão tirando do prato daqueles que estão à volta, o sustento. A mesma coisa daquele lixo. O lixo entra pela terra, que se dane quem receber aquela terra contaminada, porque aquele lixo já contaminou a água. Mas não se esqueçam, que quem está também naquela pequena cidade agora, também recebe de volta aquele lixo, aquela água contaminada.

Então todos sofrem as consequências, todos. E não podemos apenas culpar aqueles que têm o poder, porque no fundo cada um de vocês tem as suas pequenas corrupções, aprenderam à isso. E que acham que porque tem pequenas, não afetam ninguém. Mas uma pequena corrupção aqui, uma pequena corrupção ali; daqui a um tempo, todos estarão sofrendo. E é aonde chegou o seu mundo agora. E aí volto a lembrar a parábola; o lixo chegou na superfície e todos vão ter que fazer algo com ele. Não podem ignorá-lo, porque senão ninguém nunca mais terá água limpa. E é o que está acontecendo agora no seu mundo, o lixo veio à tona. A contaminação é grande, muito grande. Limpar todo aquele local não é fácil, limpar a mente de todos vocês não é fácil. Mas é o que estamos tentando fazer: ajudar vocês a verem o lixo que está saindo daí de dentro dos seus próprios corpos. Lixos de atitudes mal tomadas, lixos de sentimentos mal aplicados, lixos de pensamentos negativos, e não há mais como colocar terra em cima e abafar esse lixo, porque agora a terra, o planeta, Gaia, não quer mais suportar esse seu lixo.

Então, ela não deixará mais você empurrar o lixo para baixo, ela estará jogando tudo para fora e você terá que limpar. Este é o momento que vocês estão vivendo. Aí eu lhes pergunto: “É um momento ruim?” Então vão responder: será ruim para aqueles que aplicam estas corrupções, será ruim para aqueles que geram esta lixarada nos seus corpos, para eles sim, será muito ruim. Agora para quem tem a consciência, de que precisa se livrar deste lixo, está adorando, está em êxtase por poder se limpar e limpar também em volta o planeta.

Então minhas palavras hoje, tem este cunho: ajudá-los a ter coragem de limpar seus próprios lixos. Sim, porque tudo que é negativo em vocês, é lixo, não presta. Então podemos usar esta palavra sim; ela denota tudo aquilo que é podre, tudo aquilo que não serve mais. É lixo sim. Então não tentem empurrar este lixo de volta para o buraco, porque ele não entrará. Gaia está se limpando e está pondo para fora, tudo aquilo que enterraram nela. Aguardem e vocês verão. Não será um castigo de Gaia, não será um momento de raiva de Gaia. Eu lhes pergunto: “Vocês não estão limpando os seus lixos?” Gaia também. Ela está se limpando de tudo aquilo que vocês enfiaram nela e que ela não reconhece como sendo dela, então ela vai botar para fora. A forma? Não importa.

Então comecem a ver que o seu mundo mudou, sim mudou, e continua mudando para melhor. Qual é a grande vantagem de tirar todo aquele lixo daquele buraco? De limpar toda aquela terra contaminada com aquele lixo? Qual é o impacto? É o impacto na saúde de todos, porque todos terão água limpa; é o impacto na natureza, numa terra limpa e o que vocês comerem será limpo, não contaminado por aquele lixo.

Então vocês só têm a ganhar, nunca a perder: “Ah, mas eu vou ter trabalho de limpar o lixo!” Sim, você terá. E quem mandou você juntar lixo? Juntou porque quis: “Ah, mas eu não sabia que aquilo era lixo” Então está sabendo agora, a quantidade de lixo que vocês geraram em vocês e no planeta. E cabe a vocês agora, se querem efetivamente evoluir, ascender, limpar todo esse lixo.

Preocupem-se com o lixo de cada um de vocês. Não precisam se preocupar neste momento com Gaia, porque vocês terão num futuro, muito tempo para limpar Gaia. Ela não fará essa limpeza sozinha, vocês terão que limpar; vocês sujaram, então vocês limparão. Seria muito fácil chegarmos agora e dizer: “O planeta está limpo”. Sim. haverá algumas ações neste sentido, mas a limpeza fina, aquela de… dos cantinhos, quem fará serão vocês.

Então o momento agora, é de preocupar com o lixo que está dentro de vocês. Como? Muito tem sido dito aqui. Quem não leu ainda as minhas Cartas, leia, ali tem todo um roteiro para você limpar essa lixarada aí de dentro. Não adianta se esconder, não adianta empurrar para cima, e deixar que outro limpe o seu lixo. Cada um terá que limpar o seu próprio lixo.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras