Uriel – Vocês Estão Prontos para a Igualdade?

À todos os irmãos deste lindo planeta azul! SOU URIEL!

Venho trazer a vocês a esperança, o equilíbrio, a certeza de um futuro melhor. A igualdade reinará neste planeta. Não haverá mais fome, não haverá miséria, não haverá mais dor, não haverá inferior e superior, todos serão iguais, todos terão direito à tudo, todos poderão ter acesso à tudo.

Cada um de vocês precisa dentro de si, a olhar o outro, não como aquele que usurpa o que é seu, não como aquele que tira de você para ele, não como aquele que lhe impede de ter algo. Qualquer um que esteja à sua frente é um filho de Deus Pai/Mãe exatamente como você. Não cabe a cada um de vocês julgar o que o outro merece ou deixa de merecer, porque neste momento você se coloca num pedestal, intuindo que mereces tudo, sem se importar com tudo aquilo que está em sua caminhada de alma, e o outro não merece nada, aos seus olhos.

O seu planeta mudará; mudará no conceito, na forma, no jeito de cada um de vocês ter acesso às coisas. É claro que não esperamos, e sabemos que não será, uma transição fácil e tranquila. O desequilíbrio reinará por um bom tempo, porque aqueles que nunca tiveram acesso a nada, se perderão no meio de tanta fartura, não saberão se controlar, não saberão viver como seres educados, como vocês falam. Isto trará muita desarmonia, muita raiva, muita discórdia.

Então eu digo para cada um de vocês: Você está num deserto, morto de sede, de fome. E de repente, você vê à sua frente um grande oásis, com muitas frutas, muita água. O que você faria? Você seria extremamente educado e pegaria água calmamente, pegaria apenas uma fruta, porque você é extremamente educado; ou você deixaria o seu corpo se fartar até não poder mais com tudo aquilo? Vocês precisarão ter muito bom senso, para que não haja julgamento. Eles se fartarão por muito tempo, até que aquele primeiro momento acabe e eles fiquem saciados. E o equilíbrio voltar a reinar em seus corpos, em suas vidas. Então quem são vocês para dizer a eles, que sejam comedidos, que tenham a suposta educação que vocês tanto prezam?

Então vamos ao lado oposto. Aqueles que sempre comandaram este planeta, enchendo apenas os seus bolsos, acumulando cada vez mais riquezas em detrimento da fome e da miséria do planeta, perderão tudo. Porque não apenas por serem quem são, mas por continuarem a perpetuar o mesmo movimento dos seus antepassados, sem mudar uma vírgula. Como eles aceitarão isso tudo? Facilmente, docilmente, sem reclamar? Quem estará mais desesperado, quem sempre viveu na prepotência, na soberba ou aquele que nunca teve nada e de repente encontra? Quem estará mais desequilibrado?

Se pudéssemos dividir entre grupos, eu diria que existem apenas dois: Aqueles que nunca tiveram nada estão no extremo de uma ponta, aqueles que sempre tiveram tudo estão no extremo da outra ponta. E aqueles que estão mais próximos do centro, são aqueles que nunca se importaram com o ter, se importaram apenas com o viver, com o ajudar o outro; os bens materiais nunca foram preocupação para estas pessoas.

Então não existem três grupos, existem apenas dois, onde à medida que esses grupos se aproximam do centro, o equilíbrio vai acontecendo. Quanto mais afastado do centro, maior o desequilíbrio. Em que grupo vocês estão? Vocês se acham muito merecedores de tudo o que construíram até hoje, e eu concordo, se foi construído com o suor, com labuta, com o amor, vocês fizeram por merecer. Agora tudo aquilo que foi conseguido de maneiras não lícitas, o que acontecerá? Não há julgamento de nossa parte, não estaremos carimbando de que lado você está, nem estaremos colocando cada um de vocês de um lado ou de outro. Vocês estarão no ponto produto de suas caminhadas. Apenas isso.

Então aqueles que tiverem o merecimento, se aproximarão cada vez mais do meio, do ponto de equilíbrio, não se importando com os bens materiais. Há algo que vocês ainda não entenderam, nada é de ninguém, este é um conceito que foi trazido dos soberanos do seu planeta: a posse, a propriedade. Agora, alguém leva algo quando perde a roupagem física? Então nada é seu; se fosse, você levaria junto, é propriedade. A sua alma leva apenas o que ela viveu, o que ela provocou, o que ela recebeu. O que é matéria, fica. Fica para os descendentes, fica para os outros. E com este argumento, aqueles poderosos se acharam no direito de dominar todo o planeta, não se importando se na outra ponta tem alguém que passa fome.

Não julguem todos pelo mesmo peso. Se você nasce num ambiente hostil, onde não há emprego, onde não há o que comer, aquele que está vivendo ali é culpado de algo? Ou é uma lição de sua própria alma passar por aquilo tudo? E como consequência, é lição da solidariedade dos demais irmãos. O grande objetivo deveria ser todos no mesmo patamar. Se alguém tem fome, não importa a razão daquela fome, eu darei o que comer.

Não importa se ele ficou pobre porque perdeu tudo numa ação mal planejada, não importa, fazia parte da caminhada dele chegar tão fundo. E por isso você o julga e não o ajuda? “Não, ele precisa aprender!” Então passar fome é algo que tem que ser aprendido? Deus Pai/Mãe não criou o ser humano para passar fome. ́É claro que a caminhada de alguns leva à isso, mas cabe aos outros dar o que comer aquele irmão. Se ele será grato ou não, não cabe a vocês julgá-lo. Cabe ser apenas solidário. Apenas isso.

Existe um ponto frágil no seu planeta: a energia do dinheiro. E é ela que fará toda a mudança, é ela que trará o Novo Mundo, porque tudo está baseado nesta energia que foi mal-usada durante muito tempo. Mas que em breve, isto tudo acabará e um novo sistema financeiro virá acabando com as desigualdades. Cada um receberá o merecimento de sua caminhada e cada um perderá aquilo que for produto da sua caminhada. Não haverá conchavos, acordos, falcatruas… isto acabou. E não adianta tentarem se esconder, não adianta tentarem se precaver, porque tudo mudará.

Você está pronto para esta mudança? Você está pronto para viver num mundo onde a igualdade reinará? Você está pronto para viver num mundo onde você não será superior a ninguém, em nenhum aspecto? Porque todos terão direito à tudo. Você está pronto para sentar à mesa com aquele que você hoje chama de desigual? Você está pronto? Deixem seus egos de lado e parem de se preocupar do que vocês perderão, pois isto também reverbera.

Qual o sentimento que está sendo colocado nesta mudança? A alegria, por saber que ninguém mais no planeta estará passando fome, ou a preocupação do que será perdido? E tem um outro ponto, ou a ganância do que será ganho? Como vocês se colocam neste processo? De que forma vocês entendem a igualdade?

Cada um terá o produto da sua caminhada de alma, não desta vida, de alma. E poderá ser, com certeza, surpreendente para muitos.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras