Adama – Telos III – Capítulo 4 – por Adama

Queridos irmãos! SOU ADAMA!

Hoje vamos comentar sobre o capítulo 4 do livro III de Telos. Neste capítulo Aurélia abre o seu coração sobre tantas dúvidas que ela ainda sentia em seu coração. Não vou aqui comentar as dúvidas de Aurélia.

O objetivo é lembrar a cada um de vocês, a olhar para dentro de si. Vocês foram acostumados, orientados e levados a criarem rotinas para a sobrevivência, para permanecerem nesta dimensão. É preciso acordar, se preparar, trabalhar, cuidar da casa, cuidar dos filhos, cuidar da família. Nada pode sair errado. Nada pode ter um defeito.

Alguns de vocês encaram estas rotinas até de uma forma leve, mas muitos se entregam a elas como objetivo de vida, que se algo sai do lugar vira um eterno desespero. Quebram até o próprio equilíbrio. Eu gostaria que cada um de vocês olhasse para o seu coração e fizesse uma única pergunta: “Esta tarefa que estou fazendo, eu estou fazendo ligado no automático ou estou fazendo porque o meu coração pede?”

Acredito que muitos de vocês já estão respondendo: “Fazemos no automático”. E por que precisa ser assim? Por que precisa ser algo a ser repetido linha a linha, diariamente? Por quê? Por que alguém lhe ensinou, por que alguém lhe impôs, por que a sociedade assim quis? Então volto a fazer uma nova pergunta: “E o seu coração, diz o quê?” E eu vou responder por vocês. Na maioria de vocês, vocês responderão: “Que o coração nada tem a ver com isso”. E que quando vocês o ouvem ele está bem contrariado.

O que é ascensão para a Quinta Dimensão? É libertar-se de amarras. Libertar-se de crenças. Libertar-se de rotinas. Libertar-se dos padrões. O ego adora padrões, adora as rotinas jamais quebradas, e por quê? Porque para ele é confortável, ele sabe o início, meio e fim daquele processo. Então ele está satisfeito, não se incomoda. Se você quebra uma rotina, quebra um padrão, o ego se perde, e aí começa a colocar na sua mente: “Você não vai conseguir. Esse caminho não é o certo. Por que você mudou? Será pior, não será melhor”, e você acaba acreditando nisso, porque ele grita tanto que você para de tentar mudar.

Então eu lanço aqui um desafio para cada um de vocês. Mudem suas rotinas, quebrem seus padrões. Dentro das suas casas quem comanda são vocês. Eu também entendo que existe os parceiros que não concordam, que não aceitam, que precisam continuar nos padrões. Então você terá uma segunda tarefa a fazer: mudar, quebrar os seus padrões, mas não provocar a ira daqueles que estão à sua volta. Você terá que aprender a ir devagar, mas ir mudando.

As respostas são bem interessantes: “Eu não posso mudar de emprego. Eu não posso mudar de família. Eu não posso mudar quem eu tenho à minha volta”. E eu respondo: Você não pode mudar de emprego por quê? Será que você procurou com o coração algo melhor para você ou você está aprisionado apenas ao financeiro? No momento em que você abrir o seu coração e se permitir receber o que o universo tem para lhe dar, eu lhe garanto que outro emprego aparecerá, e será muito bom para o seu coração.

Você não pode mudar a sua família. E eu lhe pergunto: “Por que não?” Você prefere levar a desarmonia e o desequilíbrio, porque precisa manter uma família, ou quem sabe você pode mudar e passar a amar até mais esta família? Tudo são regras. Tudo são padrões. Em que vocês foram ensinados que precisam viver juntos a qualquer custo, mesmo trazendo o sofrimento e a desarmonia. É bom para quem? Não é bom para ninguém.

Entendam, realmente vocês não podem mudar quem está à sua volta, porque cada um tem a sua própria trajetória e tem o seu ego pessoal, mas eu garanto a você, que se você muda, aquilo poderá até incomodar num primeiro momento, mas você estará fazendo valer o que o seu coração pede. E se aquelas pessoas não aceitam você com a sua mudança é algo que você precisa pensar. Você não pode tentar mudar as pessoas, mas você pode ser um exemplo para as pessoas. Você pode apresentar novos argumentos, mas sem discussão, apenas mostrando aquilo que você está conseguindo absorver e ganhar pela sua mudança de atitude.

Cada um de vocês faz parte do Todo. Uma gota não atinge somente o lugar aonde cai, ela se espalha, ela provoca um movimento. Então sejam uma gota. Passem a ouvir o coração. Saiam das regras. Saiam dos padrões. É claro que dentro do mundo que vocês vivem, existem algumas regras que não podem ser burladas. Então deixem que apenas essas, lhes podem, lhes bloqueiem. Apenas essas. Aquelas que você não pode ir contra. São regras do seu mundo. Então estas você não tem muita escolha. Agora as regras impostas pela sociedade, pelos costumes, pelos hábitos, são boas para quem? Para aqueles que as criaram, para mantê-los sempre dentro dos casulos, para que vocês nunca coloquem a cabeça para o lado de fora. Porque do lado de fora tem a liberdade, tem o Amor e tem a felicidade de atender ao coração, não ao que lhe é imposto.

Não confundam liberdade com bagunça ou desordem. A liberdade é fazer as coisas sem regras, sem padrões, e se vocês afirmarem a cada tarefa repetitiva: “Eu vou quebrar esta regra, para algo que seja bom para o meu coração”. Decorem esta frase, e a cada coisa que vocês se peguem repetindo, porque é uma regra, afirmem estas palavras, mas afirmem de coração. E eu garanto a vocês que vocês começarão a atrair novas possibilidades, novos caminhos, que com certeza lhes trarão mais alegria, menos cansaço, menos rotina.

Meus irmãos, quem precisa comandar seus caminhos é o coração, não a mente. A mente trouxe vocês até aqui. A mente encheu vocês de julgamentos, regras, e que hoje não servem mais, não podem mais fazer parte das suas almas, das suas mentes. Vocês querem ascender? Então passem a ouvir o coração. Quebrem os padrões. Quebrem as regras que possam ser quebradas. Olhem para tudo com Amor. Vejam as coisas pelo lado positivo.

Mesmo nos grandes desastres há sempre um lado positivo. Para aqueles que estão no meio do problema, não conseguem ver este lado positivo, porque olham apenas para o sofrimento, para a dor. Mas ali está uma lição e que para nós é um lado positivo, é um momento de evolução, é um momento de aprendizado. Quando alguém citar algo negativo, coloque o lado positivo. Quebre aquela energia, não continue o assunto. Quebre a energia emanada por aquela pessoa, e se foi você que emanou faça a mesma coisa.

Olhe sempre tudo pelo lado positivo. Emane palavras positivas. Não comente o negativo. O seu mundo agora está cheio de coisas negativas para justamente vocês comentarem, focarem nelas, não no positivo. Como temos dito, a massa está fervendo, porque chegou o limite para eles. Então eles precisam fazer do seu mundo um caldeirão fervendo, para que vocês só comentem o calor e a dor da fervura. Mas o seu mundo não é aquele caldeirão. O seu mundo é muito maior do que isso. Então olhem para o seu mundo com Amor. Vejam sempre o lado positivo.

Vocês querem ascender, sabemos que querem, então comecem a mudar. Para que a mudança seja leve, fácil. Porque chegará um momento que vocês precisarão elevar-se, e a lição poderá ser bem doída, bem dolorosa. Não deixem que suas lições sejam pesadas. Minimizem a força das lições. Como? Olhando tudo com Amor, quebrando padrões e as regras que podem ser quebradas. Se façam felizes. Esqueçam os outros. Não vivam na dependência dos outros. Os outros são os outros, e têm a própria caminhada. Se eles lhe julgarem será um problema deles, não seu. Siga o caminho do seu coração e com certeza você conseguirá elevar a sua vibração rapidamente.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras