Arcanjo Miguel – Cuidem de Suas Caminhadas

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Quero iniciar esta semana, deixando vocês aqui com todo meu amor e a minha energia. Não esperem que o seu mundo entre em equilíbrio, para que vocês se sintam confortáveis com tudo que acontece. Muita coisa terá que acontecer, muita coisa já está acontecendo. Então mais uma vez, o que tenho que lembrar à vocês: não sofram o sofrimento do outro. Mais uma vez eu explico, isto não é egoísmo; isto é respeitar a caminhada de cada um.

Os tempos são de finalização, os tempos são de mudança, os tempos são de transformação. Então cada um de vocês, cada alma aqui encarnada, está sofrendo o seu próprio processo de transmutação. Então, como interferir no processo do outro? Cada um terá que limpar a sua própria sujeira; sujeira esta, criada e acumulada ao longo de toda a caminhada por este planeta. Então não há o que ser feito, não há o que sofrer o sofrimento do outro.

Entendam, cada um de vocês têm uma atividade no planeta. Se tudo andasse em equilíbrio, vocês teriam um planeta maravilhoso, com todos trabalhando em prol do outro, em prol do equilíbrio. E este equilíbrio não traria doenças, este equilíbrio não traria violência, este equilíbrio não traria problemas de espécie alguma. Mas não é este o mundo que vocês criaram; não é este o mundo que vocês permitiram que fosse criado.

Entendemos, que vocês muitas vezes foram manipulados, que muitas vezes pareceram bonecos, fantoches, totalmente manipulados por aqueles que assim o quiseram. Mas onde ficou o amor, deixado por aquele que ensinou tanta coisa no planeta? Onde ficou esse amor? Escondido num cantinho e que vocês somente se lembravam, quando precisavam dele. As palavras dele foram sendo modificadas, manipuladas e deixadas de lado, em prol de palavras muito mais eloquentes e muito mais manipuladoras. Não posso afirmar aqui, que todos vocês têm 100% de culpa. Mas também não posso dizer aqui, que vocês não têm culpa alguma. Porque muitos, mesmo dentro de todo este processo de manipulação, conseguiram se manter imunes e inalterados. Por quê? Porque deixaram o amor daquele que veio a este planeta para salvá-lo, falar mais alto; não se deixou contaminar, pelo mundo que lhes era apresentado. Muitos fizeram isso.

Muitos ainda fazem isso. Então não dá para dizer que vocês são isentos de culpa. Vocês muitas vezes, fazem por onde aumentar todo esse desequilíbrio que está aí. Mas isto não é um julgamento, e nem estou apontando o dedo para cada um de vocês, só estou tentando lembrá-los que vocês agora estão colhendo tudo que plantaram. Vocês plantaram este mundo que está aí; estão colhendo agora, porque agora, a colheita está muito acelerada. Não existem mais décadas e décadas e milênios para vocês superarem tudo isso. A colheita é no aqui e no agora.

Então este é o momento, de cada um procurar resolver os seus próprios problemas, não olhar para o problema dos outros. É o que temos dito aqui sempre: se coloquem no alto daquele pedestal, vocês em primeiro lugar; todo o resto vem depois. Deus Pai/Mãe não está num patamar acima de vocês, para que seja idolatrado e amado. Deus Pai/Mãe tem que estar dentro de cada um de vocês. Então, não existe adoração a algo que está fora, porque ele está aí dentro de cada um. Ou não? Ou vocês o colocam do lado de fora? Acredito que muitos fazem isso, o colocam do lado de fora, e aí se sentem bastante à vontade para fazerem todas as atrocidades que existem no mundo, sem sentir culpa; porque Deus Pai/Mãe está do lado de fora. Então qual será a colheita desses?

Não é o momento do julgamento. Não existe julgamento; existe colheita. E esses que mantiveram Deus Pai/Mãe do lado de fora, não terão uma colheita agradável. Não poderão, porque sempre semearam ervas daninhas. Então não poderão colher frutos saborosos e lindos; colherão apenas parasitas e mais ervas daninhas. E a caminhada não será boa, a caminhada entre essas ervas continuará, mas não aqui neste planeta, continuará longe. Aqueles que erroneamente, foram levados a acreditar que Deus Pai/Mãe estava fora dos seus corações, mas que sempre o respeitaram, o amaram; a colheita será de bons frutos, porque vocês não poderão ser punidos, por algo errado que lhes foi ensinado, isso não. Então para estes, a colheita será boa, será farta, mas desde que eles mantenham as atitudes compatíveis com o amor de Deus Pai/Mãe, pois caso contrário, não será o amor de Deus Pai/Mãe que os manterá no caminho. Eles terão que provar, que efetivamente aprenderam o que é viver dentro do amor de Deus Pai/Mãe.

Então meus irmãos, o momento é de olhar para dentro, o momento é de se tratar, é de cuidar da sua própria caminhada, de cuidar do caminho que está vindo à frente. É um caminho fácil e iluminado? Ótimo, siga a passos largos, porque você está colhendo isso. Em algum momento na sua caminhada, você plantou e agora está colhendo, este caminho florido, sem pedras, iluminado, onde você pode trilhar sem medo. Porque você aprendeu a confiar, você se entregou à caminhada com amor, e ela hoje está bela e fácil.

Muitos se entregaram à caminhada sim, mas ela não tem sido nada fácil; muitas pedras, muitos espinhos, muitos obstáculos. O que fazer, sentar e chorar? Não, o momento é de olhar e ver o que é preciso ser feito, para que aquilo suma da sua frente. Não é tirar do caminho, porque você não conseguirá; porque são espinhos profundos, são pedras enormes, são obstáculos imensos, que somente o aprendizado daquela lição, permitirá que aquilo suma.

Então, chegou o momento de olhar os seus próprios erros, encará-los de frente, não colocá-los mais embaixo do tapete. É pegar cada um, colocar frente a frente, e ter coragem para tratá-lo, coragem para eliminá-lo e aprender aquela lição. E como não passe de mágica, aqueles espinhos profundos ou aquela pedra imensa, ou aquele obstáculo intransponível, somem da sua caminhada e você consegue andar mais um pouco,

Então este é o momento, o momento de se libertar, o momento de se limpar de tudo isso. O momento é de perdoar, o momento é de pedir perdão. Quando disse que vocês podem apenas pensar na pessoa e ela saberá que vocês estão pedindo perdão, eu diria que em alguns casos, isto não é possível. Porque será mais interessante, a pessoa não saber que você a está pedindo perdão, em relação aquilo. Ela ficará mais balançada, do que efetivamente feliz por você estar pedindo perdão.

Vou me fazer claro: você fez algo indiretamente contra aquela pessoa, não efetivamente, diretamente à ela. Então você poderia ter provocado algum problema. Mas o que você fez, aconteceu e passou, não provocou nada à ela, diretamente. Mas indiretamente, você provocou. Então, como pedir perdão num caso desse? Você vai simplesmente chegar e pedir perdão? E ela irá lhe perguntar: Contra que? E você vai contar a verdade? Entendam, para que ela precisa saber aquela verdade? Então, nestes casos, vocês apenas vão pedir perdão à vocês mesmos, por terem provocado aquela situação. A sua alma errou, você provocou algo. Então vocês pedirão perdão, as suas próprias almas, pelo que vocês fizeram.

Entendam, este perdão é nesta vida, é um perdão vivido, vocês sabem o que fizeram. Então, peçam perdão à sua alma pelo que vocês fizeram. E tenham certeza, que indiretamente, chegará aquela pessoa. Espero que vocês tenham entendido. Para que fazer aquela pessoa sofrer por algo que ela não viveu? Mas indiretamente aquilo a atingiu e ela não sabia que você existia. Então para quê? Não será você o pivô do problema, existirão outras formas dela saber a verdade. Mas se aquilo passou e nada aconteceu, para quê? Não temos que chegar à este ponto. Então você pedirá perdão à sua alma, por ter feito o que fez, indiretamente àquela pessoa. À todas as outras que você sabe que machucou, faça isso, peça perdão; mentalmente, pense na pessoa e peça perdão. Poderá ser que ela se lembre de você, poderá ser que não. Poderá ser que ela se pergunte: “Por que? Não me lembro de nada”. Então fica tudo bem. Se ela não lhe perdoar, já não é mais problema seu, é dela. Porque ela também não aprendeu a perdoar. E se ela lhe perdoar, ótimo, ambas terão uma pedra tirada da caminhada.

Então façam isso, perdoem, peçam perdão, esse é o momento. Porque 90% dos problemas que vocês têm, é sempre em relação a alguém. Então cabe o perdão e o pedido de perdão. Chegou o momento. Chegou o momento de se libertar. Então façam a Caminhada dos Raios, é rápida, transmutadora. São sete dias, apenas; um dia com cada raio, exceto sábados e domingos. A Iniciação dos Raios, eu já disse, vocês podem começar. Não sei se dará tempo, mas comecem, nunca é demais.

Não façam as duas juntas. Façam a Caminhada primeiro, depois a Iniciação dos Raios. Façam, o perdão, pedido de perdão. Façam a queima das conexões com o cordão; e com isso eu garanto, vocês estarão tratando a sua caminhada, as suas próprias caminhadas. E aqueles espinhos profundos, aquelas pedras imensas e aquele obstáculo intransponível, começam a sumir do seu caminho. E você poderá perceber que a caminhada se tornará mais leve, a caminhada se tornará mais fácil. Mas não deixem para amanhã. Comecem ontem e já estão atrasados. Isso já era para estar sendo feito há muito tempo. Limpem os seus caminhos.

Por isso não é momento de se preocupar com o outro, é momento de se preocupar cada um consigo mesmo, com a sua própria caminhada. Cada um de vocês, possui Mestres que estão os orientando no que fazer. Então não se preocupem com o outro porque tem alguém que já está se preocupando com ele. Ouçam os seus próprios Mestres e foquem apenas nas suas caminhadas.

Mais uma vez, deixo vocês aqui com a minha energia, com todo meu amor. E peço à cada um de vocês, olhe estritamente para o seu caminho, é ele que vocês têm que limpar, não o caminho do outro.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! E minha espada está com cada um de vocês, para ajudá-los, a pelo menos, dar-lhes a intuição do que fazer com cada obstáculo.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras