Sananda – Olhem para o Entorno

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!

Mais uma vez meu coração se enche de alegria, por poder trazer algumas palavras, mas principalmente, trazer muito Amor para cada um de vocês.

Estamos chegando ao final deste ciclo. Não importa aqui, se o calendário que vocês vivem está correto ou não está. É o que vocês vivem, é o que comanda as egrégoras do planeta; é o que comanda os corações dos humanos. Então não há como dizer agora, aqui, que esqueçam tudo e passem a considerar outra coisa.

Tudo está no tempo certo. Tudo está na hora certa. Apenas é importante que vocês deixem seus corações falar. Parem de seguir o que os outros falam. Parem de seguir o que sua sociedade impõe. Aja sempre de acordo com o seu coração; este sempre será o melhor caminho. Não se deixe levar pelo consumismo. Não se deixe levar por regras.

Olhe para os festejos deste final de ciclo, como uma grande oportunidade de olhar o seu entorno. Olhe atentamente onde você vive. Quem está à sua volta? Como é o lugar onde você mora? E não, não estou aqui fazendo comparações. Cada um está onde sua alma o levou; onde precisa estar. Mas olhe o seu entorno. O que você vê?

Você vê muita natureza, você vê pouca natureza ou até nenhuma. Você vê muitas casas, muitos vizinhos, ou não vê nenhum. Você vê o céu limpo, aberto, ou apenas um pedacinho dele. O que vocês veem à sua volta? Então eu lhes digo que não importa o que vocês estão vendo. Aquele que mora num paraíso, cercado pela natureza, que tem o céu aberto à sua volta, não é melhor, nem superior, do que aquele que vive apinhado com muita gente à volta. Não há superioridade nisso.

Muitos de vocês poderão dizer: “Claro que há! Aquele que está lá, tendo a natureza à volta, tem uma vida muito mais confortável do que a minha, que estou aqui neste cubículo, cercado por um monte de gente!”. Eu não estou aqui falando do lado financeiro de ninguém; eu estou falando do coração. Será que aquele que vive naquela casa imensa, cercado pela natureza tem coração? Não o coração físico, que é claro que tem, mas deixa o coração falar? E você que está aí reclamando desse cubículo, deixa seu coração falar? Ou ambos são extremamente gratos por tudo o que receberam, por tudo o que possuem? Ou não, não se lembram de ser gratos porque nada é bom.

Isto vai variar muito, de pessoa para pessoa. Então eu diria para vocês, que hoje nesta caminhada. Quem tem condições financeiras boas, se iguala a quem não tem, porque isto não é peso, isto não é um fator determinante, isto não o coloca lá na frente da fila, como muitos pensam. Ao entrarem na caminhada da evolução todos vocês são despidos de tudo o que é físico. Vocês caminham apenas com o coração; caminham com as suas escolhas; caminham com os seus pensamentos e ações.

A energia do dinheiro de nada adiantará, porque não haverá suborno, não haverá corrupção, não haverá um lugar melhor na fila. Todos estão percorrendo o mesmo caminho, com as mesmas tarefas, com os mesmos obstáculos. Todos precisam ultrapassar todos os obstáculos daquela caminhada, não importa se é rico, pobre. Não importa se é novo ou velho. O que importa é o coração. O que importa é o que está sendo sentido no momento.

Será que aquele que tem uma casa imensa, é grato, pela sua caminhada ter levado ele até ali? E você que mora nesse cubículo aí, reclamando, algum dia você foi grato também? Você pelo menos tem onde morar, e aqueles que não têm nada? Tenha a certeza que provavelmente a sua alma é bem cabeça dura, como vocês dizem, para aprender as coisas. Pois se você continua na escassez é porque as lições não foram aprendidas, ou você não quer aprendê-las. E talvez aquele que está naquela casa imensa, rodeado da natureza conseguiu ultrapassar todos os obstáculos necessários, e a abundância so lhe provê.

Ele está errado? Não. Você está errado? Também não. Cada um escolheu o seu caminho, cada um decidiu aprender ou não. Então não julguem aquilo que vocês não sabem. Se suas caminhadas estão difíceis, pare e pense. Por que você teima tanto em não querer evoluir? Por que você teima tanto em repetir os mesmos erros? Aquele que está lá naquela casa bonita, rodeada da natureza, talvez não seja tão teimoso, e se deixou aprender, se deixou evoluir, e o universo lhe proveu.

É assim que funciona. É o coração quem comanda; são os pensamentos, as ações, as evoluções que comandam. Ou talvez você que more nesse cubículo, ainda precisará viver durante muito tempo num cubículo para aprender algo; é isso? Talvez. Então meus filhos e filhas, o momento não é de comparar, quem tem mais, quem tem menos. O momento é de análise. O momento é de olhar para dentro de si, e aceitar os seus erros; aceitar que ainda erra, e muito. Agora não é se julgar, não é se crucificar porque errou; é tomar uma decisão: “Eu quero corrigir os meus erros e não quero errar mais!”. Perfeito. Este é o caminho para a sua evolução e para a sua abundância.

Então, antes de vocês sentarem, reclamarem, chorarem, blasfemarem, que nada têm e o outro tem tudo, não se comparem a ninguém. Cada um está pelo resultado das suas caminhadas de alma, pelas suas próprias escolhas. Cada um, neste universo, tem o seu quinhão de abundância. Ele não é dividido em partes desiguais; então você tem o seu. Agora você precisa fazer por onde, chegar até ele, fazer por onde recebê-lo. E como se faz isso? Sendo grato a cada dia por cada lição, por cada aprendizado, por cada desafio.

Não é olhar para o desafio, sentar e chorar. É ultrapassá-lo, é vencê-lo, e ter a certeza que ali você deu um pequeno salto para a sua abundancia. Olhem o entorno. O que vocês construíram? Este é um momento de análise, e seja o que for que você vir à sua volta, seja grato por ele, principalmente, se você se der conta do que levou você a estar aonde está. Das chances que você deixou passar, dos desafios que você não quis ultrapassar, das pessoas que você deixou te dominar, dos pensamentos que você assumiu dos outros, das suas vontades que você reprimiu.

Pense. Pense em tudo isso. E aprendam, ninguém pode dominar ninguém. Não se deixem ser barrados por ninguém. Não usem os outros como escudos para as suas covardias. Todos são capazes de se libertar; todos têm este poder. Quem se deixa aprisionar está fazendo uma escolha, porque a liberdade é própria de na alma, de cada ser. E como temos dito, ultimamente e sempre, peça a nossa ajuda, para te libertar, para lhe fazer ver o caminho, para lhe fazer evoluir. Mas esteja pronto, porque o caminho, na grande maioria das vezes, não é o que você quer. O caminho não é tão fácil, ele tem pedras. Mas o que é importante, que a cada Pedra retirada, o salto é imenso.

Então saiba encontrar o seu caminho. Olhe para cada pedra com Amor, e com certeza, você estará mudando tudo à sua volta. Não importa em quanto tempo. Importa é que sua alma precisa evoluir. Seja nessa ou nas próximas encarnações. Não importa. O que importa, é que a evolução será sempre o caminho de cada alma.

Posts recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Minha Experiência

Carrinho de compras